Posts Tagged as Jogos

GAMIFICATION

Gamification em ação

Quem está sempre de olho no Blog SG já sabe que o gamification é uma das principais tendências do momento – dentro e fora do universo coorporativo. Resumidamente, trata-se de uma ferramenta que se apropria dos conceitos e mecânicas dos jogos para promover a interação e estimular o engajamento de clientes, colaboradores e até da população como um todo. Vale lembrar que nós já fizemos um post completinho sobre o assunto e você pode acessá-lo aqui.

Ok, agora que todos já estamos familiarizados com a teoria do gamification, que tal conferir a utilidade dessa ferramenta na prática? A SG Soluções e Gestão Empresarial selecionou três cases de sucesso que exemplificam como tarefas rotineiras podem ficar muito mais divertidas com um toque de criatividade. Inspire-se!

Case 1: Escorregadores substituem escadas

Nas cidades de Utrecht, na Holanda, e Berlim, na Alemanha, escorregadores foram instalados em estações de trem e metrô como alternativa às tradicionais (e nada emocionantes) escadas. Além de atrair pessoas de todas as idades e transformar uma ação simples do cotidiano em algo divertido, os escorregadores ajudaram a melhorar o fluxo de passageiro dentro das estações.

Case 2: Brincando de reciclar

Com o intuito de aumentar o número de garrafas de vidro destinadas à reciclagem, os suecos criaram um ponto de coleta completamente lúdico e diferente: a lixeira era formada por seis aberturas e, quando utilizada, luzes indicavam o buraco correto onde a pessoa deveria depositar sua garrafa. Para complementar, um painel luminoso mostrava o total de pontos acumulados por cada pessoa. Resultado? Em uma única tarde, a “lixeira divertida” foi usada 50 vezes mais do que a convencional.

Case 3: Salvando vidas

Já na cidade alemã de Hildesheim, a ideia foi usar o conceito do gamification para reduzir os números de atropelamento. Impacientes com os faróis de trânsito, muitos pedestres se arriscavam a atravessar a rua no momento impróprio e acabavam vítimas de acidentes. A solução foi instalar um jogo simples, clássico nos anos 80, perto da faixa de pedestres. Assim as pessoas podiam se distrair enquanto aguardavam a liberação da passagem. Simples, porém muito efetivo!

Quer descobrir como o gamification pode ajudar a conquistar melhores resultados quando o assunto é treinamento? Então se inscreva no CBTD 2013 e participe do nosso workshop “Desmistificando o Gamification – do Conceito à Prática”.

 Fontes: Hypeness, The Fun Theory e StreetPong.

DSC02638

As novas gerações e o desafio da cooperação para a formação de equipes de alta performance.

Estimulados a buscar resultados desafiadores e desenvolver competências propulsoras de carreiras de sucesso, as novas gerações chegam ao mundo corporativo trazendo expectativas compatíveis com as exigências a que são submetidas.

Habituados ao uso da tecnologia e ao aprendizado informal, conectados e auto confiantes podem optar pela busca de outra oportunidade caso não percebam o que a organização onde estão lhes ofereça um futuro promissor.

É neste contexto que as organizações mais cobiçadas começam cedo a engajar ao invés de simplesmente integrar. Engajar significa tornar-se atraente, mostrando aos que chegam os motivos pelos quais vale a pena ficar.

A percepção de um ambiente cooperativo e focado no desenvolvimento baseado em valores  é essencial para a geração do “Orgulho de Pertencer”. A coerência deve permear todas as ações e níveis hierárquicos das organizações, tornando necessários sistemas de acompanhamento e avaliação de desempenho nos quais o feedback deve ser uma constante, permitindo assim que os novos colaboradores saibam o que é esperado deles e como agir

para que alcancem seus objetivos.

A cooperação deve ser estimulada desde cedo, e é por meio de jogos e atividades que podem ser incluídas nos programas de desenvolvimento que o aprendizado acontece. Tais atividades promovem não só o ganho quanto ao aprendizado desejado mas também facilitam a interação entre diferentes gerações que passam a vivenciar situações nas quais cada um contribui com o seu melhor, possibilitando a troca, a convivência e o alcance de resultados consistentes e sustentáveis.

A inclusão dessas atividades pode acontecer no programa de integração e também nos programas internos de estágio e Trainees. Recomenda-se que na fase de integração o conjunto de valores da organização seja apresentado por meio de jogos ou mapas de aprendizagem que são eficazes e também muito mais divertidos.

Se o foco são as novas gerações, não se esqueça de incluir uma alternativa “Mobile”, claro acompanhada de uma boa parceria na área de TI caso não tenha como desenvolver os aplicativos internamente.

Ser um profissional bem sucedido e destacar-se não significa competição a qualquer custo. Por meio de processos cooperativos o ganho final é sempre maior que a soma dos resultados individuais e é este resultado que caracteriza equipes de alta performance.